Mato-grossense recebe prêmio da Academia Anglo-italiana de arte

mato-grossense-recebe-premio-da-academia-anglo-ita_0_300A mato-grossense Mari Bueno foi premiada pela Anglo-Italian Academy Of Art. Ela ganhou Menção Especial pelas telas “Sob Feras”, “Sob Selvagem” e “Sob Flora” expostas no Museu de Arte de Chianciano, em Siena, na Itália.

A academia Anglo-italiana foi uma das instituições escolhidas pelo museu para julgar o Prêmio Internacional de Arte Chianciano 2012. Membros da Academia Europeia dos Críticos de Arte, da Academia de Oxford e os críticos Luciano Lepri e Lonnie Schlein (editor de fotografia do New York Times), também participaram do julgamento.

As telas da artista plástica brasileira fizeram parte do acervo de 300 obras de 104 artistas que exploraram a “Arte da Mente” (tema da exposição) para concorrer ao Prêmio Internacional.

“Receber a Menção Especial foi uma surpresa, pois minhas telas estavam entre as mais figurativas dentro de uma variedade enorme de técnicas e estilos. Voltei ao Brasil muito feliz, não só por ter uma das 16 obras premiadas entre as 300 expostas, mas principalmente pela qualidade do evento”, afirma Mari Bueno.

A Anglo-Italian Academy Of Art é uma instituição com sede em Londres, na Inglaterra, fundada em 1975 para promover a arte, atualmente colabora com exposições em museus e galerias ao redor do mundo.

O Museu de Chianciano é um dos mais conceituados da Europa. No acervo fixo tem obras de artistas consagrados como Durer, Munch, Magritte e Tiepolo. Ainda é responsável pela organização da Bienal de Londres.

Viagem Cultural – Além da mostra de arte gratuita para o público, o Museu de Chianciano promoveu conferências com críticos de arte e eventos para integrar os artistas que prestigiaram o evento.

“A troca cultural entre os artistas foi muito rica. Complementou o que as conferências abordavam e trocamos muita experiência em criação e comercialização da arte”, explica Mari Bueno.

Ainda na Itália, a mato-grossense fez um curso de Mosaico em Roma e outro de Iconografia, em Siena, mais visitas às principais igrejas e museus da Europa.

“São técnicas que vão acrescentar bastante, principalmente na Arte Sacra, já que a Iconografia é a primeira técnica de pintura sacra e o Mosaico está presente em várias fases da historia da arte”, explica.

A artista – Mari Bueno é uma artista plástica que mora em Sinop (MT). Duas temáticas se destacam em seu trabalho: Amazônica e Arte Sacra.

Além do acervo comercial, tem 19 telas premiadas no Brasil, Egito, Estados Unidos, Alemanha, Suíça, Itália, Inglaterra e França (Museu do Louvre).

Algumas telas que serão utilizadas já estão disponíveis no ateliê Mari Bueno, que fica na rua das Pitangueiras, 1258, no Centro de Sinop. A visitação é aberta e gratuita a todo público de segunda a sexta-feira em horário comercial.
Marco Aurélio Jr/Black & White Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *