O abstrato imaginável de Mari Bueno

o-abstrato-imaginavel-de-mari-bueno_0_300“Sentir tudo de todas as maneiras, viver tudo de todos os lados, ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo”. O fragmento de um poema de Fernando Pessoa, poeta português, ilustra também, alguns sentimentos provocados pela arte abstrata pintada pela artista plástica Mari Bueno, que mora em Sinop (MT).

A artista explica que a arte abstrata é diferente das pinturas figurativas, pois ela não se limita a imagens ou a algo definido. É uma linguagem visual, na qual a artista se expressa por meio de formas, cores, texturas e ritmo inteiramente livres de qualquer influência de objetos da realidade.

“É quando solto minha criatividade, pois essa arte permite um desapego com o real. Mas diferente do que algumas pessoas pensam, há um estudo sobre as formas, as linhas orgânicas, a simetria, as figuras geométricas e as cores. Há necessidade de haver equilíbrio na tela, e, o mais interessante, é ver os diferentes sentimentos e interpretações que a obra provoca nas pessoas”, afirma Mari Bueno.

A liberdade também prevalece na escolha das tintas e das cores. Mari usa tinta acrílica, tinta a óleo e, às vezes, mistura todas. A artista ainda utiliza elementos regionais como pó de serra, restos de madeira, sementes de árvores nativas da região e fios de juta.

Como em outras obras, ela utiliza tons terrosos e, nessa temática em especial, entram na cartela o vermelho, azul, verde e o amarelo.

As telas abstratas são as mais comercializadas pela galeria em Sinop e região.

Todas as obras da artista premiada no Brasil e exterior são expostas, de forma permanente, na Galeria de Artes Mari Bueno, que fica na rua das Pitangueiras, 1258, no Centro de Sinop.

A visitação é aberta e gratuita a todo público de segunda a sexta-feira em horário comercial.

Fonte:Nara Vendrame/Black & White Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *