Mari Bueno conclui mais uma etapa do grande conjunto de obras de arte sacra em Lucas

unnamed (1)
À artista plástica especializada na produção de arte sacra em grandes proporções, fica reservada ainda, a tarefa de produzir mais dois painéis pintados a mão (de 7m x 7,5m), outros 15 painéis em mosaico de pastilhas de vidro, que retratarão a Via Sacra e a cruz de vidro

A produção daquela que será uma grande exposição permanente de obras de arte sacra em Lucas do Rio Verde segue a todo vapor. A responsável pelo mais novo patrimônio cultural do Estado, a artista plástica Mari Bueno, acaba de concluir o primeiro de três painéis gigantes da igreja da Rosa Mística. Com mais de 10 metros de altura, o painel do presbitério principal já é alvo da curiosidade de moradores que têm acompanhado in loco a criação. A inauguração da igreja está marcada para o dia 8 de novembro e a conclusão da obra deve se dar no mês de outubro.

À artista plástica especializada na produção de arte sacra em grandes proporções, fica reservada ainda, a tarefa de produzir mais dois painéis pintados a mão (de 7m x 7,5m), outros 15 painéis em mosaico de pastilhas de vidro, que retratarão a Via Sacra e a cruz de vidro. Bem como o painel do presbitério principal, os vitrais e oitões da igreja também estão prontos e já foram instalados. “Retorno à Lucas do Rio Verde dia 1° de setembro, e a partir daí, todas as semanas, de terça a quinta-feira até finalizar todas as obras. Mais dois meses de trabalho para concluir”, explica Mari Bueno.

O responsável pela paróquia da Rosa Mística – onde as obras têm sido realizadas -, padre Odilo destaca que uma grande movimentação se projeta no entorno, acompanhada com ansiedade pelos fiéis. As obras da igreja haviam sido interrompidas em 2009 por falta de fundos. O projeto aprovado pelo Ministério da Cultura impulsiona a realização de um sonho. “Agora estamos trabalhando na jardinagem e finalizando a pintura externa e parte elétrica. Dia 1° de setembro já teremos um casamento na igreja, mas celebrações só a partir de novembro. Enquanto isso, muita gente tem entrado na igreja para ver como está o trabalho da Mari Bueno, ver de perto a edificação e as obras. Está ficando bem bonita”, se emociona.

A partir de agora, Mari se divide entre a produção artística que homenageia Nossa Senhora da Rosa Mística e a exposição individual que começa no dia 17 de agosto, em Portugal. A exposição ‘Maria Discípula Missionária’, um trabalho que retrata a vida da Virgem Maria, recentemente foi exibida no Museu de Arte Sacra, em Fátima e agora segue para a cidade de Viseu, onde fica até novembro, no Museu da Misericórdia.

Enquanto isso, quem quiser conhecer um pouco mais o trabalho da artista pode ir à sua galeria em Sinop, aberta à visitação de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Lá estão 80 obras expostas”. Vale ressaltar, também em Sinop, Mari Bueno desenvolveu trabalho semelhante, na catedral da cidade.

Personalidades da produção cultural em Mato Grosso ressaltam o valor da produção cultural. “O projeto Cores da Rosa Mística poderá vir a ser uma das maiores obras artísticas do Estado”, afirma a coordenadora do projeto, Viviene Lozi, que possui know how na área por conta de sua atuação junto ao Museu de Arte Sacra, em Cuiabá.

Este projeto é uma realização da Associação dos Produtores Culturais de Mato Grosso com patrocínio do Ministério da Cultura, via Lei Rouanet e conta com o apoio das empresas Agro Baggio, Vipagro, Amazônia Máquinas, Dipagro, Bombonatto Industria de Alimentos, Lojas Martinello e Fiagril.

Referência

Artista plástica que transita entre os universos figurativo e abstrato, Mari Bueno conquista cada vez mais notoriedade quando suas produções envolvem a linguagem sacra. Obras em igrejas mato-grossenses com sua assinatura são referência não só neste Estado, como também, em países que valorizam as obras produzidas com a intensão de adequar-se ao ambiente litúrgico, ao tempo em que conserva as qualidades estéticas da arte. O objetivo é elevar os sentimentos de quem a contempla.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *